MP e PM fazem operação para cumprir mandados de prisão contra traficantes em Valença e Barra do Piraí

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ) e a Coordenadoria de Inteligência (CI) da Polícia Militar, realizam nesta quinta-feira (dia 14) a operação Coroados II. A ação tem por objetivo o cumprimento de 65 mandados de prisão contra acusados de participação no tráfico de drogas em cidades da região Sul Fluminense, como Valença e Barra do Piraí. Também estão sendo cumpridos 44 mandados de busca e apreensão.

Segundo o MP, as investigações se desenrolaram por aproximadamente um ano e revelaram que duas facções criminosas disputam o tráfico de drogas na região. Ambas utilizam violência na prática da atividade criminosa e também cooptam diversos adolescentes para a atuação na venda de entorpecentes.

Entre os alvos da operação está Gerson Solidão de Lima, conhecido como “Piloto”. Ele cumpre pena no presídio Bangu III, de onde permanece comandando a atuação de uma facção criminosa na região. De acordo com a denúncia, Gerson assumiu o controle no lugar de Hedison José de Oliveira, conhecido como “Hedinho”, que estava preso em Bangu IV e, mesmo assim, passou a integrar outra facção. Por causa da mudança de grupo criminoso, ele foi transferido para o presídio Esmeraldino Bandeira.

Também foi denunciado Igor dos Santos Gonçalves de Oliveira, conhecido como “Lacoste” ou “LC”, braço direito de Gerson para o cumprimento das ordens fora da penitenciária. Segundo a denúncia, ele planejou dominar violentamente o tráfico de drogas no Bairro Dudu Lopes, com apoio de traficantes do Bairro Monte D’ouro, ambos em Valença. Para tanto, contava com o apoio de criminosos de Angra dos Reis, onde ficou durante parte do período das investigações.

A facção rival é liderada pelo denunciado Bruno Gonçalves da Silva, conhecido como “Sapato”, “Da Maré”, ou “Mano”, que mesmo preso mantém o domínio do grupo criminoso. Abaixo de Bruno na hierarquia da organização está o também denunciado Fadel Damião Belizário de Souza, que permanece atuando no crime, mesmo sob custódia na cadeia Pedro de Melo.

Parte dos 65 denunciados já foram presos na operação Conexão Coroados e, mesmo assim, continuam atuando no crime organizado. Outra parte dos criminosos foram presos em flagrante no decorrer das investigações. Todos foram denunciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, previstos nos artigos 33 e 35 da Lei Federal nº 11.343/06, cujas penas somadas podem chegar a 25 anos de prisão.

 

Deixe seu comentário

  • Expediente

    C M DE LIMA FILHO Jornais e Revistas
    Inscrição Municipal: 052727009 - CNPJ: 13018923/0001-12

    Rua Luiz Alves Pereira, nº 115, Sala 301 - Edifício Maria Yabrudi - Aterrado - VR/RJ
    Telefone: (24) 3338 8341
    E-mail: redacao@folhadoacovr.com.br

  • Editor Responsável
    Luiz Eduardo Passos

    Diagramação
    Bruna Viana

    Gráfica
    Diário do Vale

    Tiragem
    10.000 exemplares

    Distribuição
    Semanal

  • Comunicar erro