O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, deu uma boa notícia aos profissionais de educação: em breve pagará o Piso Nacional do Magistério a todos os professores da rede municipal. O anúncio foi feito na abertura do Fórum de Avaliação e Monitoramento do Plano Municipal de Educação, nesta segunda-feira (dia 20).

Segundo o prefeito, apesar da crise financeira e o alto índice de endividamento, através de uma gestão inovadora a cidade avança para cumprir o piso do magistério. Ainda neste mês haverá licitação para que instituições financeiras apresentem propostas para realizarem a cobrança da dívida pública (inscritas em Dívida Ativa), que atualmente é de R$ 2 bilhões. “Meu único compromisso financeiro, realizado até agora, com esse recurso, com esse contrato, é melhorar o salário do profissional de educação. Assinando o contrato, vamos pegar parte desse recurso e honrar meu compromisso para que nenhum profissional de educação de Volta Redonda receba menos que o piso nacional”, acrescentou o prefeito.

Durante sua fala, o prefeito aproveitou a ocasião para anunciar outa novidade para os profissionais da educação presentes. Trata-se de um investimento de R$ 2,5 milhões para a implementação de laboratórios de informática em 57 unidades escolares do município. O recurso é do PAR (Plano de Ações Articuladas), do Ministério da Educação (MEC). “Estamos atuando com responsabilidade. Em um momento de crise financeira como a que vivemos, com uma dívida maior que a arrecadação, somente com uma gestão eficiente e inovadora vamos conseguir avançar na valorização dos profissionais de educação. Ao contrário de outros, não anunciamos cortes, anunciamos avanços”, disse o prefeito.

Profissionais decidem futuro da educação em Volta Redonda

O auditório da Secretaria Municipal de Educação (SME) de Volta Redonda sediou na manhã desta segunda-feira, dia 20, o Fórum de Monitoramento e Avaliação do Plano Municipal de Educação (PME). Durante o evento foram votadas as alterações propostas para o plano e em seguida, esse plano será encaminhado para aprovação na Câmara Municipal.

De acordo com a coordenadora da Equipe Técnica de Monitoramento e Avaliação do PME, Sammar Bella Santos, a análise técnica foi apresentada durante o Pré-Fórum no Colégio Getúlio Vargas, onde participaram cerca de 400 pessoas, e nesta segunda-feira, é realizado o fórum que é deliberativo, decidindo quais alterações que serão feitas. “O PME foi aprovado em 2017 e é um planejamento para 10 anos para a educação. De dois em dois anos, ele precisa ser monitorado e avaliado. Precisamos saber se o que estava previsto no plano está acontecendo e se está em andamento. Essa primeira etapa é o monitoramento, acompanhar as ações previstas para a educação, e avaliar o plano, tornar mais adequado”, explicou a coordenadora.

A secretária de Educação, Rita Andrade, agradeceu o trabalho de todos os envolvidos, incluindo a equipe técnica da SME. “Temos muito a fazer. Hoje temos o privilégio, o dever e a honra de estarmos aqui para fazer com que nossa educação, que já é de qualidade, seja melhor. Vamos trabalhar. Agradeço também ao prefeito por essa oportunidade”.

O prefeito Samuca Silva participou da mesa de abertura do fórum e a participação de todos os profissionais presentes. “Nosso objetivo é construir uma educação melhor para todos e deixar um legado para nossa cidade. Temos a capacidade e a obrigação de rever as metas para chegar nos objetivos do PME. Sem a participação de vocês, seria incoerente”.

Foto: SecomVR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui