A Prefeitura de Volta Redonda anunciou a ampliação do Plano Municipal de Contingência de Enfrentamento ao Coronavírus. Nesta segunda-feira (dia 16), o prefeito Samuca Silva assinou mais quatro decretos sobre o tema. Os documentos foram elaborados seguindo orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde.

Entre as medidas, estão a que todos os funcionários com 60 anos ou mais estão dispensados de suas atividades laborais, em suas respectivas secretarias ou autarquias, pelo prazo de 15 dias, prorrogável por igual período. “Essa é uma medida para proteger nossos funcionários que estão na faixa de risco”, disse o prefeito Samuca Silva, que já anunciou o fechamento das unidades escolares da cidade por 15 dias

Outra decisão tomada pelo governo municipal é a suspensão de todos os procedimentos cirúrgicos eletivos nos hospitais públicos, com exceção das cirurgias oncológicas e cardiovasculares, por tempo indeterminado. Os hospitais só realizarão procedimentos cirúrgicos de urgência e emergência. O prefeito Samuca Silva também assinou um decreto recomendando a mesma medida aos hospitais particulares da cidade.

“Nosso objetivo é garantir mais leitos hospitalares em caso de um agravamento da situação. Também estamos disponibilizando ao governo do Estado o nosso Centro Municipal de Saúde (antigo Hospital Santa Margarida) onde temos 35 leitos de retaguarda”, destacou o prefeito.

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, informou que a partir de quarta-feira, dia 18, quatro unidades básicas de saúde terão funcionamento em horário estendido. “São as UBSFs dos bairros 249, Vila Mury, Volta Grande e São João, que vão funcionar até às 22 horas. O motivo é evitar uma procura excessiva nas unidades de emergência”, declarou o secretário.

O prefeito Samuca Silva ainda anunciou que as atividades do Centro Dia para Idosos, Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares e Centro Dia para Pessoas com Deficiência – CAPD, estão suspensas. Além disso, o programa Melhor Idade em Movimento permanece sendo realizado, entretanto, a orientação é para que pessoas na faixa de risco não compareçam.

O programa Tarifa Comercial Zero, que transporta mais de três mil pessoas por dia, está suspenso por 15 dias. Assim como estão fechados para o público, pelo mesmo período, o Zoológico Municipal e o Parque Aquático Municipal.

A partir desta terça-feira (dia 17), até 31 de março, o Restaurante Popular vai servir o almoço também em marmitex e fornecendo talheres descartáveis, evitando assim, aglomeração no restaurante. Os funcionários do Restaurante Popular organizarão a fila para que ocorra uma distância de um metro entre os usuários.

Nesta terça-feira (dia 17) o prefeito Samuca e as autoridades em saúde do município terão uma reunião com entidades de classe e líderes religiosos para tratar do tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui