Um grupo de trabalho dirigido pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, estuda implementar o sistema distrital misto em cidades com mais de 200 mil habitantes, já nas eleições de 2020. A informação é do Estadão. O modelo, inspirado no sistema da Alemanha, prevê a divisão dos Estados e municípios em distritos eleitorais – dessa forma, os candidatos a vereador em um bairro da zona sul de São Paulo, por exemplo, seriam diferentes daqueles dos eleitores de um bairro na zona norte.

A divisão em distritos seria feita pelo próprio TSE, que convocaria audiência pública com representantes dos partidos políticos para definir os critérios e os limites de cada um. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, no entanto, disse ao Estado que a mudança é difícil de ser aprovada a tempo de valer para o ano que vem. “É uma proposta muito boa. Não sei se tem voto [para passar no Congresso], porque mudar o sistema eleitoral é difícil”, afirmou.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui