A Vale anunciou no sábado (dia 2) que o executivo Eduardo de Salles Bartolomeo, atual diretor-executivo de metais básicos da mineradora, assume o cargo de diretor-presidente interino, no lugar de Fábio Schvartsman, que pediu o afastamento temporário das funções, em carta endereçada ao conselho da empresa, “em benefício da continuidade das operações da companhia e do apoio às vítimas e a suas famílias”. Outros executivos também foram afastados.

Filho do engenheiro Jair Bartolomeo e de Martha, Eduardo Bartolomeo é natural de Volta Redonda, segundo informações publicadas pelo colunista social Mário Sérgio, do jornal Diário do Vale. O executivo tem formação em engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal Fluminense e concluiu MBAs na Bélgica, pela Katholieke Universiteit Leuven (Universidade Católica de Leuven), em 1993, e nos EUA, pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), em 2013.


Decisão

O conselho de administração da companhia se reuniu desde a noite de sexta-feira (dia 1) após receber do Ministério Público Federal, do Ministério Público de Minas Gerais, da Polícia Federal e da Polícia Civil de Minas a recomendação de afastar 14 profissionais da empresa durante o andamento das investigações sobre a tragédia que deixou mais de 300 vítimas, entre mortos e desaparecidos, após o rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho, no dia 25 de janeiro. 
Schvartsman e outros três diretores -Peter Poppinga, diretor-executivo de ferrosos e carvão, Lucio Flávio Gallon Cavalli, diretor de planejamento e desenvolvimento de ferrosos e carvão, e Silmar Magalhães Silva, diretor de operações do corredor sudeste- se afastaram temporariamente dos cargos no sábado (dia 2).

De acordo com comunicado divulgado pela Vale, os próprios diretores enviaram pedidos de afastamento temporário de suas funções, que foram aceitos pela companhia. Na mensagem, a empresa diz que seu “conselho de administração permanece em prontidão, na busca de um relacionamento transparente e produtivo com as autoridades brasileiras visando o esclarecimento dos fatos, a reparação apropriada dos danos e a integridade da empresa e que manterá a sociedade e os mercados informados sobre qualquer fato novo”.


Currículo 

QEduardo Bartolomeo é um executivo sênior com sólida experiência em operações integradas de “bulk commodities”, “supply chain”, e “turnaround” de negócios. Possui experiência em liderar operações complexas e estabelecer uma cultura de excelência operacional.O volta-redondense está há 10 anos na Vale, já tendo exercido a posição de diretor-executivo de Logística, Operações Integradas de Bulk Commodities (minério de ferro, carvão e manganês) e mais recentemente como diretor-executivo de Metais Básicos. Foi também membro do Conselho de Administração, do Comitê Financeiro e do Comitê de Governança, Conformidade e Risco da Vale entre 2016 e 2017.


Trabalhou na Ambev entre 1994 e 2003, tendo exercido funções executivas, sendo a última como diretor de Operações. Possui também experiência como diretor-presidente e conselheiro em outras empresas.
De acordo com comunicado publicado pela Vale, a escolha de Eduardo Bartolomeo, diretor-executivo mais experiente da Vale e com sólida carreira dentro e fora da companhia, “seguiu o processo sucessório da Vale de acordo com o plano de interinidade previamente discutido pelo Conselho de Administração”. 


A nota diz ainda que “sua escolha está alinhada com o objetivo de trazer um executivo sênior para garantir estabilidade às operações da Vale e de dar continuidade ao processo de indenização, reparação e mitigação dos efeitos do rompimento da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão”.


Por fim, o comunicado destaca que Eduardo Bartolomeo, reconhecido por acumular experiências distintas e ao mesmo tempo conhecer o negócio da Vale, “manterá um diálogo aberto e transparente com os diversos stakeholders da companhia”.

Foto: Divulgação/Vale

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here