O Ministério Público Federal promoveu diligência visando apurar a explosão ocorrida na manhã desta quarta-feira (dia 15) na Usina Presidente Vargas, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda.

O procurador da República Luiz Eduardo Camargo Outeiro Fernandes requisitou informações ao 22º Grupamento de Bombeiros Militar, ao Departamento de Aciaria da Companhia Siderúrgica Nacional, ao Hospital das Clínicas de Volta Redonda, ao Hospital São João Batista de Volta Redonda e à Unimed Volta Redonda.

Dentre as informações solicitadas, estão os nomes e estado de saúde das vítimas atendidas, cópias dos prontuários de atendimentos de emergência, se houve incêndio ou não, cópia do relatório ou documento elaborado em razão da ocorrência pelos bombeiros responsáveis pelo atendimento, se houve Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), assim como demais informações úteis para o caso.

Entenda o caso

Na manhã do dia 15 de maio foi relatada a ocorrência de um acidente com vítimas na Usina. Em nota oficial da CSN à imprensa foi divulgado que houve uma reação durante a retirada da escória da panela de aciaria, provocando um deslocamento de ar acompanhado por emissões fugitivas que duraram poucos minutos.

A Companhia informou que colaboradores que estavam no local foram atendidos pela equipe médica e encaminhados para atendimento hospitalar. No final da tarde, a assessoria de comunicação da empresa emitiu nota relatando que todas as vítimas já haviam recebido alta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui