Uma manifestação está sendo organizada pela família e pelos amigos de Cláudio Eduardo De Almeida Lima, de 22 anos, que morreu no último sábado (dia 4), após mais de um mês internado na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa.

Ele foi atropelado diversas vezes na noite de 30 de novembro do ano passado, na Rua Melvin Jones, na Vila Orlandélia. Segundo consta na ocorrência policial, o jovem estava em um bar bebendo com outro rapaz que considerava seu amigo, quando houve uma discussão.

O rapaz, na direção de um Citroën C3, teria atropelado a vítima por várias vezes e fugido em seguida. O carro utilizado pelo atropelador foi encontrado no bairro Ano Bom, no dia seguinte. Cláudio Eduardo foi resgatado em estado grave. Ele sofreu traumatismo craniano, entre outros ferimentos. No último fim de semana, ele não resistiu.

Passado um mês do caso, o suspeito ainda não foi encontrado. A manifestação que está sendo organizada pela família e pelos amigos de Cláudio, exigindo a prisão do suspeito, está marcada para o próximo sábado, com concentração às 15h, na Praça da Matriz, no Centro de Barra Mansa. O objetivo é caminhar até a delegacia da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui