O prefeito Samuca Silva(PSC) participou na sexta-feira (dia 3) de uma audiência judicial, feita por transmissão online, com a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). O município de Volta
Redonda ingressou com Mandado de Segurança na Corte pleiteando que o governo federal crie uma linha de crédito para pagamento de precatórios judiciais.

Os precatórios são dívidas do Município por meio de requisições de pagamento expedido pelo Judiciário, de débito com fornecedores até
ações trabalhistas. Segundo a prefeitura, há inadimplência deste modelo desde a década de 90.

Corrigida, a dívida do município em precatórios é de mais de R$ 108 milhões. “Se a gente conseguir essa vitória, seremos a primeira cidade do Brasil a conseguir essa linha de crédito. O Estado do Maranhão já conseguiu liminar favorável no STF e isso que também estamos buscando”, afirmou Samuca.

Uma possível autorização do STF, segundo o prefeito, proporcionará uma injeção na economia da cidade. “Para a prefeitura seria ótimo, pois nós iríamos conseguir quitar todos os precatórios de uma vez e ficaremos apenas devendo a uma instituição financeira. Isso seria ainda ótimo para a economia da cidade, pois lançaríamos R$ 108 milhões na economia de Volta Redonda”, destacou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui