A Polícia Civil de Barra Mansa indiciou por falsidade ideológica uma mulher, de 38 anos, moradora do bairro do Vale do Paraíba. No dia 26 de abril, segundo a ocorrência policial, ela acompanhou à Santa Casa, seu filho, de 18 anos, que estava passando mal.

No entanto, como havia contra ele um mandado de prisão por tráfico de drogas, a mãe, com medo do filho ser preso, apresentou o documento de identidade de outro filho dela, de 22 anos.

A fraude foi descoberta na manhã desta quarta-feira (dia 13), quando a mãe foi informada do falecimento do jovem e apresentou o documento original dele para liberar o corpo e emitir o atestado de óbito.

A Polícia Militar foi chamada e conduziu a mulher até a delegacia, onde ela foi ouvida, indiciada e liberada para responder em liberdade. A causa da morte do rapaz não foi informada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui