A direção da Fundação Beatriz Gama (FBG) começou a receber inscrições para os cursos profissionalizantes gratuitos e abertos para moradores do município. Eles duram quatro meses, em média. Centenas de pessoas foram nesta terça-feira (dia 30) confirmar as inscrições na sede da FBG, levando documentos pessoais e comprovantes de residência. As aulas começam a partir de 5 de agosto na sede, localizada na Avenida Engenheiro Francisco Sabóia Barbosa Filho, 3.000, Retiro.

Mais de 500 vagas serão preenchidas para os cursos de padaria e confeitaria, manicure, mecânica de autos, informática básica, lanternagem e pintura, maquiagem, depilação e design de sobrancelhas, cabeleireiro, organização e promoção de eventos. “Quem tem oportunidade e deseja melhorar a vida, faça os cursos oferecidos pela Fundação. São gratuitos e de qualidade para abraçar uma nova profissão porque a demanda por estes serviços e profissionais qualificados é grande no mercado de trabalho. Estamos investindo nas pessoas”, enfatizou.

O diretor pedagógico da Fundação, Rodrigo dos Santos, acredita que as vagas serão preenchidas rapidamente. “A procura está sendo  grande hoje, então acredito que serão preenchidas rapidamente todas as vagas e quem não conseguir, vai entrar numa lista de espera para a próxima oportunidade. A importância dos cursos é gerar uma capacitação para a vida das pessoas, que vão aprender uma profissão e gerar rendas, com o fortalecimento das famílias”.

Segundo ele, todos os candidatos que irão concluir os cursos serão orientados pela Fundação para abrir uma empresa individual, mas de forma legal com  registro de MEI (Micro Empreendedor Individual), para que possam empreender da maneira correta, se assim desejar.

A coordenadora dos cursos profissionalizantes, Vera Lúcia Casallis, confirmou a abertura de cerca de 540 vagas, para os cursos de segunda às quintas-feiras, nos horários das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30. Ela falou das mudanças positivas para esses candidatos aos cursos. “Principalmente os jovens, a partir de 14 anos, terão um impacto muito positivo na vida deles e das famílias. Quem está hoje sem atividade profissional, sem um ofício, terá oportunidade  de aprender a gerar rendas, e ganhar uma profissão muito útil nos dias atuais. O curso  de padaria por exemplo, faz a pessoa um mestrinho porque vai aprender também na área de confeitaria, a verificar a qualidade da farinha, a calcular a quantidade necessária para fazer o pão. São ensinamentos que vão mudar o horizonte para melhor, como também nos cursos de mecânica, lanternagem e pintura. É um impacto que trará um grande benefício para eles, alunos dos cursos”, comparou.

Foto: SecomVR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui