O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), apresentou, nesta quinta-feira (dia 27), os principais programas do Rio de Janeiro para às áreas de segurança, turismo e desenvolvimento. A exposição dos projetos ocorreu no 6º Encontro de Magistrados Brasil – Estados Unidos, em Washington.

No seminário, Witzel ressaltou a importância de um novo pacto federativo para o reequilíbrio do orçamento e a retomada do crescimento econômico dos estados.

“O Brasil passou por anos que resultaram em milhares de desempregados e falta de investimentos. Por isso, precisamos promover o reordenamento das finanças. Conseguiremos alcançar o equilíbrio nas contas com uma reforma tributária efetiva, que racionalize impostos e desonere a produção. E é fundamental ainda a aprovação das três Propostas de Emenda Constitucional (PECs) que tramitam no Congresso, com alguns ajustes a serem apresentados pelo Fórum de Governadores: a do Pacto Federativo, a PEC Emergencial e a dos Fundos Públicos” – explicou o líder do executivo carioca.

Durante o evento, Witzel destacou ainda as ações que têm ajudado na recuperação do Estado do Rio de Janeiro, como a política de segurança pública, que resultou na redução dos índices de criminalidade.

Temos lutado diariamente no combate ao crime organizado, e em 2019 foi o ano de menor número de homicídios dolosos desde 1991. A queda foi de 19% em relação a 2018. Foram mais de mil vidas salvas, incluindo outros crimes, como latrocínio. Os dados mais recentes, de janeiro de 2020, mostram queda de 10% para os homicídios em relação ao mesmo mês de 2019. O Rio de Janeiro está mais seguro” – afirmou.

Segundo o governador, com a redução da criminalidade, o setor de turismo também acabou se beneficiando no Estado. Em 2019, a taxa de ocupação hoteleira foi 22% maior do que a alcançada em 2018. O aumento no número de visitantes favoreceu o crescimento econômico do estado, gerando emprego e renda.

“Para 2020, a nossa perspectiva é ampliar o turismo receptivo, já que o Rio de Janeiro recebe um grande número de turistas nacionais e internacionais. E já começamos bem. O Carnaval deste ano, por exemplo, atraiu cerca de 7 milhões de pessoas, sendo 2 milhões de turistas” – disse Witzel.

Foto: Rogério Santana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui