A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da força-tarefa multissetorial implantada para fiscalizar o funcionamento das atividades comerciais e sociais dentro das normas de prevenção à Covid-19, vai focar a ação na inibição de aglomerações em bares, restaurantes e praças públicas neste fim de semana.

A equipe da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF), que compõe a força-tarefa, criou ainda um protocolo para impedir eventos clandestinos, conhecidos como “isoporzinhos”, como os que aconteceram recentemente na Praça da Colina, que causam perturbação da ordem e aglomerações.  A fiscalização irá verificar bares, restaurantes e depósitos de bebidas que estão incentivando as aglomerações, seja com a venda de bebidas alcoólicas ou com o fornecimento de mesa e cadeiras para esses eventos clandestinos.

Também serão verificadas as infrações ao Código de Trânsito, como veículos estacionados em local proibido ou com som alto. Os responsáveis podem ser multados, ter mercadorias e equipamentos apreendidos e os estabelecimentos podem ser interditados e ter o alvará cassado.  

Essa ação será realizada em conjunto pelos fiscais do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria Municipal de Fazenda, agentes da Secretaria Extraordinária de Segurança Pública, Guarda Municipal e Polícia Militar. O poder público conta com a colaboração da população que deve continuar denunciando pela Central de Atendimento Único (CAU), pelo telefone 156, e aplicativo FiscalizaVR.

Além disso, a operação será orientada pelo Centro de Inteligência e Segurança Pública (Cisp), que pode identificar aglomerações pelas câmeras de segurança do município.   O diretor do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria Municipal de Fazenda, Wagner Jardim Chaves, reafirmou que a fiscalização diária das atividades comerciais e sociais é intensificada no fim de semana. “Além dos locais que historicamente promovem aglomeração e são reincidentes nas denúncias da população, a força-tarefa também vai atuar nas Feiras Livres de sábado e domingo, dias 03 e 04, e no comércio em geral”, avisou, acrescentando que as medidas preventivas como uso da máscara, oferta de álcool 70º, distanciamento social, além da ocupação irregular de espaços públicos, como mesas e cadeiras nas calçadas, sem licença serão verificados.    

A força-tarefa multissetorial já realizou quase quatro mil fiscalizações em pouco mais de seis meses de implantação. O principal objetivo é o controle da circulação do vírus e a manutenção da capacidade de atendimento na rede de saúde no município, um dos principais eixos de monitoramento para manter a flexibilização das atividades comerciais. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui