Em conversa com o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, o deputado federal Delegado Antonio Furtado, levantou a possibilidade de que a região Sul Fluminense receba uma verba de mais de R$ 20 milhões, destinada exclusivamente para a saúde.

O deputado apresentou ao ministro uma proposta de reforma das unidades hospitalares do Sul do Estado, a manutenção da Rede Cegonha – programa de saúde da mulher com atenção humanizada na gravidez, parto e período de aleitamento materno, e ao recém-nascido até o segundo ano de vida – e a reestruturação de Unidade de Acolhimento para que volte a funcionar como Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos, em  Barão de Juparanã, Valença.

Segundo Furtado, para realizar essas ações serão investidos R$2,2 milhões nas reformas das unidades maternas das cidades de Barra Mansa, Rio Claro, Itatiaia, Resende, Porto Real, Valença, Rio das Flores, Barra do Piraí, Piraí e Pinheiral, mais R$17 milhões para o custeio anual do atendimento materno de alto risco nas unidades da Santa Casa de Misericórdia (Barra Mansa), APMIR (Resende), Hospital Escola Luiz Giuseffi Jannuzzi (Valença) e Hospital São João Batista (Volta Redonda) e, cerca de, R$2,5 milhões para reformar a unidade da clínica de reabilitação e atender aos municípios do Médio Paraíba.

“Esses investimentos somam mais de R$20 milhões e serão destinados a melhorar a saúde. Precisamos cuidar da saúde da mulher, diminuir os índices de mortes nos partos e de recém-nascidos, assim como proporcionar tratamento para as pessoas que sofrem com a dependência química. Estamos trabalhando pelo bem comum”. explicou o parlamentar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui