Os vereadores Paulo Chuchu (presidente da Câmara) e Zélio Show conseguiram, em decisão liminar concedida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli, autorização para retornar aos seus cargos. Os dois estavam afastados desde o dia 14 de julho, por decisão do Tribunal de Justiça do Estado (TJRJ).

No dia 31 de julho, Toffoli já havia concedido liminar ao prefeito Rodrigo Drable, também afastado pelo TJRJ, determinando seu retorno ao cargo.

Drable e os vereadores foram denunciados ao Ministério Público pelo vereador Gilmar Lelis (Cidadania), que afirmou ter recebido a oferta de R$ 30 mil para votar favoravelmente as contas do município referentes ao exercício do ano de 2018, que receberam parecer prévio contrário do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ). As contas, votadas no dia 14 de maio, foram aprovadas pelo placar de 14 a 5.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui