Uma informação que circulou nas redes sociais e nas rodas de conversa de Barra Mansa amedrontou pais, alunos e funcionários do colégio de aplicação do UBM. A mensagem era de que um suposto atentado estaria sendo planejado para a unidade, nos moldes do ocorrido no último dia 13 em Suzano (SP). Com os boatos, menos da metade dos 180 estudantes não compareceram à escola na manhã de sexta-feira (dia 22) com receio do que poderia acontecer.

A segurança nas imediações do colégio e de outras unidades de ensino público e particular foi reforçada pela Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar, não apenas em Barra Mansa, como também em Volta Redonda. O comandante da Guarda de BM, Joel Valcir, revelou que tem recebido com frequência esse tipo de denúncia em outras escolas do município. “Por isso, medidas de segurança já estão sendo tomadas”, garantiu. Foram disponibilizadas 12 viaturas da GM e PM. “Nosso objetivo é sempre tranquilizar a população e garantir que estamos em um ambiente seguro”, completou.

Em Volta Redonda, o efetivo da Patrulha Escolar recebeu reforço na sexta-feira. “Montamos um comboio para patrulhar as escolas, principalmente aquelas com índices mais elevados de ocorrência”, explicou Paulo Dalboni. A Patrulha Escolar tem a missão de realizar rondas, orientações de medidas a serem tomadas nas ocorrências, atendimento em apoio à entrada e saída das escolas, rondas em praças e adjacências, mediação de conflitos entre alunos, pais e apoio à direção escolar e ao Conselho Tutelar. De acordo com a prefeitura, as patrulhas atendem 140 unidades por semana no período diurno e 39 no noturno.

Boatos

Segundo a escola, na quarta-feira (dia 20), começaram boatos de que um suposto atentado aconteceria nas dependências do colégio na sexta-feira. Os rumores foram compartilhados em redes sociais pelos próprios alunos. “Porém, os vídeos e imagens que estão circulando na internet não são de alunos da instituição e a suposta ameaça compartilhada por eles é falsa, pois se tratou de uma brincadeira inconsequente”, informou a direção da UBM.

Devido à repercussão do caso, o comando da GM recebeu do Colégio UBM uma ligação na noite de quinta-feira (dia 21) pedindo reforço na segurança do local. “Imediatamente, entrei em contato com o prefeito [Rodrigo Drable], que autorizou a presença da Guarda e da PM nos entornos e dentro da instituição para reforçar a segurança”, disse Valcir. Agentes da Guarda Municipal serão mantidos em sistema de plantão nas imediações do UBM.

O Colégio da UBM reiterou, em comunicado oficial, “que repudia este ato e que as providências cabíveis aos envolvidos no caso serão tomadas”.

Forças de segurança aumentaram efetivo nas proximidades do colégio de Aplicação do UBM diante de denúncias de possível ataque

Identificados suspeitos de autoria de vídeos divulgados nas redes sociais

As forças de segurança de Barra Mansa – Guarda Municipal e polícias Civil e Militar – conseguiram identificar os acusados de serem autores dos vídeos divulgados nas redes sociais com as ameaças terroristas ao campus do UBM. Dois deles são alunos da instituição. Um outro, que supostamente seria o mentor da ação, está sendo procurado.

Segundo o comandante da Guarda, Joel Valcir, em reunião realizada na manhã de sexta-feira (dia 22) com a direção e a coordenação do UBM, ficou acertado que os alunos envolvidos no caso serão ouvidos pela instituição.

“Eles responderão por medida disciplinar interna e também serão encaminhados a 90ª para prestar esclarecimentos sobre o episódio”, detalhou Valcir. “Nossa grande preocupação é evitar episódios como o que ocorreu nas imediações do UBM em outubro de 2017, quando dois jovens do curso de psicologia foram baleados e tiveram suas vidas ceifadas após tentativa de assalto”, disse.

Foto: Divulgação/PMBM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui