Aliados do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, disseram ao portal de notícias UOL, que ele está disposto a depor na CPMI que investiga a disseminação de fake news vindas do congresso nacional.

A expectativa por um depoimento de Moro é alta. Ele enfrentará questionamentos de aliados do presidente e de opositores. O presidente da CPMI, Angelo Coronel (PSD-Bahia), também fará perguntas.

O presidente da comissão, disse que a convocação de Moro se justifica, pois ele afirma não ter assinado, no Diário Oficial da União, a exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da PF.

Outro desejo de Angelo, é perguntar se Moro tem mais mensagens gravadas de Bolsonaro, para tentar comprovar se ele tem razão em suas acusações.

As atividades da CPMI estão suspensas por conta do coronavírus. Moro deve ser ouvido assim que elas retornarem.

*Com informações da colunista do UOL, Constança Rezende

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui