Um jovem que não foi identificado escapou de ser linchado, no final da madrugada do domingo (dia 17), durante uma confusão com estudantes na Rua Coronel Camilo de Assis Pereira, no Jardim Amália I, em Volta Redonda. Ele estava ao volante de um Honda City prata, que foi alvo da fúria de dezenas de outros jovens, porque, supostamente, teria avançado contra um grupo que se encontrava no meio da rua.

Segundo áudios que circulam em redes sociais, dezenas de jovens ocupavam a rua depois de participarem de uma festa numa boate do Jardim Amália I, para comemorar a realização do Torneio Universitário do Sul Fluminense (Tusf), ocorrido no fim de semana em Volta Redonda. Depois que a festa acabou, o público deixou a boate e se concentrou na rua. Os carros passavam devagar entre as pessoas, até que, segundo testemunhas, o jovem que dirigia o Honda acelerou para cima de algumas pessoas, dando início à confusão. Ele teve o carro cercado por inúmeros jovens. Ao tentar dar marcha à ré, o rapaz bateu num carro de aplicativo, aumentando ainda mais o tumulto. Por pouco, o jovem não foi linchado.

As imagens da selvageria foram compartilhadas em redes sociais e viralizaram no domingo. Testemunhas relataram, também através de áudios que circulam nas redes sociais, que a confusão foi dispersada pela polícia, que teria disparado tiros para o alto para conter o tumulto. No entanto, a comandante da Polícia Militar em Volta Redonda, tenente-coronel Luciana Rodrigues, desmentiu que isso tenha acontecido. Segundo ela, quando a PM chegou ao local, a confusão já havia terminado. Já o delegado Wellington Vieira informou que o caso poderá ser apurado, desde que haja denúncia na 93ª DP. O jovem que dirigia o Honda teve, segundo informações extraoficiais, fratura no nariz. Ele seria morador de Resende.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui