O Escritório de Projetos de Arquitetura e Engenharia para Habitação Social (PAEHS), desenvolvido pela Associação de Engenheiros e Arquitetos de Volta Redonda (AEVR), entregou os protocolos dos documentos de aprovação dos projetos para a regularização de imóveis das famílias do loteamento Parque São Jorge, no bairro Santo Agostinho. Ao todo 23 famílias foram beneficiadas com a iniciativa que visa legalizar as moradias de famílias de baixa renda no município.

“O PAEHS é um projeto que consideramos muito importante. Legalizar a  moradia das pessoas é dar mais qualidade de vida e segurança. Nosso trabalho foi fazer todo o projeto e a parte burocrática de documentações e liberação na prefeitura. Agora podemos comemorar com essas famílias que terão as casas legalizadas”, contou Laura Jane Lopes Barbosa, presidente da AEVR.

Com uma atuação inovadora e social a AEVR conseguiu que, pela primeira vez na história de Volta Redonda,  uma localidade recebesse o título de posse do terreno (emitido pela prefeitura) e tivesse o projeto arquitetônico do imóvel gratuito (pelo PAEHS) para que ficasse totalmente legalizada. 

“Esse foi um projeto inovador. A etapa de projeto do imóvel legalizada é de responsabilidade do morador, por isso é muito difícil ter essa regularização total depois que a prefeitura concede o título de posse. Com essa iniciativa, a AEVR demonstra o interesse no trabalho social e na qualidade de vida das pessoas”, parabenizou pelo projeto o diretor-geral do Fundo Comunitário de Volta Redonda (Furban), Ronie de Oliveira Machado.

O projeto desenvolvido foi vencedor do concurso de incentivo a arquitetura promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e englobou a medição, levantamento e desenho dos imóveis para compor o projeto de regularização. Arquitetos e estudantes de engenheira e arquitetura que atuam no PAEHS como desenvolveram todo o trabalho até que pudessem ser encviados para aprovação da prefeitura.

“Agora a gente chega no final do trabalho que é a entrega do projeto e do protocolo de entrada de regularização na prefeitura. Vamos continuar acompanhado, mas já sabemos que é só questão de poucos dias para estar tudo liberado na prefeitura e as casas estarem regularizadas”, contou Wiliam Gomez, arquiteto responsável pelo projeto.

O objetivo do Escritório de Projetos de Arquitetura e Engenharia para Habitação Social da AEVR é atender as famílias de baixa renda que tenham o interesse de regularizar os imóveis ou construir uma casa nova dentro das normas e exigências técnicas. Para receber atendimento do escritório, que está localizado na sede da AEVR, na Rua 90, na Vila Santa Cecília, é necessário agendar horário pelo telefone: (24) 3342-4870 ou (24) 99979-3377.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui