A Prefeitura de Volta Redonda realizou nesta terça-feira (dia 17), uma reunião de orientação com entidades religiosas e empresariais do município. Volta Redonda não tem casos do novo coronavírus confirmado, sendo 41 casos suspeitos e 19 casos já descartados. Com esse número, 22 pacientes se encontram em isolamento domiciliar até o resultado do teste.

Participaram do encontro o prefeito Samuca Silva, o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, a diretora do departamento de vigilância epidemiológica da SMS, Milene de Paula, e o secretário do Gabinete de Estratégia Governamental, Nelson Gonçalves.

O prefeito Samuca Silva destacou que todos os eventos de aglomeração de público, como festas e shows, que dependam de autorização do Poder Público, serão vetados a princípio por 15 dias. “É um momento de prevenção, não podemos cometer os mesmos erros de países que deixaram o vírus circular primeiro para tomar uma atitude. Por isso, recomendo e oriento para que todos os eventos de aglomeração de público também sejam temporariamente suspensos”, completou Samuca.

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, destacou a importância da população também tomar medidas de precaução e higiene pessoal. “Nós estamos fazendo nosso papel. Mas a sociedade também precisa fazer sua parte, que é a principal. Temos o vírus circulando no estado e precisamos nos proteger, evitando convívio social desnecessário, realizando as medidas de higiene, lavar as mãos, utilizar o cotovelo na hora de tossir e espirrar, manter ambientes ventilados, entre outros”, disse Alfredo Peixoto.

O prefeito elencou diversas medidas já tomadas pelo Poder Público, como a suspensão de todos os procedimentos cirúrgicos eletivos nos hospitais públicos, com exceção das cirurgias oncológicas e cardiovasculares, por tempo indeterminado. Os hospitais só realizarão procedimentos cirúrgicos de urgência e emergência. É recomendada a mesma medida aos hospitais particulares da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui