O engenheiro florestal Gabriel Ritter Monteiro é especializado em consultoria de hortaliças orgânicas há 13 anos. Formado em 2007, pela Universidade Federal de Viçosa (MG), também fez pós-graduação em Agricultura Orgânica pela Universidade Uniube (Instituto Elo/Biodinâmica). Nascido em Resende, tem 36 anos e atualmente mora em Penedo. Já produziu e vendeu produtos orgânicos certificados por 5 anos, mas o foco atual é consultoria e manutenção de hortas e pomares.

Com anos de experiência no mercado de orgânicos e centenas de consultorias na região sul fluminense, o engenheiro passou alguns meses planejando e reunindo conteúdo para o lançamento do primeiro curso online de plantação de hortaliças, compreendendo métodos e técnicas para área externa, bem como cultivo dentro de casas e apartamentos. Vai demonstrar de forma prática, desde a preparação do solo até a colheita dos produtos.

O curso virtual tem previsão de início nesta quarta-feira (22), terá duração de dois meses, sendo 14 aulas em vídeo, divididas em 2 semanais e 1 live com os alunos para tirar dúvidas e acrescentar conteúdo extra. Os inscritos terão a rotina de estudo com o conteúdo enviado em grupo privado do Facebook. A equipe é composta por profissionais conceituados da região. A produção dos vídeos é assinada por Pedro Luz, a assessoria de imprensa com Alex Chagas e as redes sociais ficam por conta de Luiza Ritter.

Os números

Implantação de unidades de produção de hortaliças: 100 (cem)

Árvores plantadas: 1 milhão

Famílias atendidas: 500

Cestas orgânicas vendidas: 10.000

Clientes de consultoria atuais: 25

Valor do investimento: R$390 ou 10 parcelas de R$45

Gabriel comenta que nem tudo são flores, pois há 10 anos atrás tudo foi muito difícil e a gestão de todo negócio foi delicada, mas ele acreditou no projeto, seguiu e prosperou. Hoje, vai dar a oportunidade para os alunos começarem da forma correta, com métodos aprovados e atualizados. O maior desejo é difundir ao máximo a agricultura orgânica para todas partes do mundo, levando conhecimento para pessoas que não tem acesso a este tipo de conteúdo ainda. Foto: Arquivo pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui