Cida Diogo (PT) e Nena Düppré (PV), candidatas a prefeita e vice, respectivamente, promoveram um abraço simbólico ao Rio Paraíba do Sul, na manhã deste domingo (dia 04), Dia da Natureza. O ato, que envolveu candidatos a vereador(a), militantes e apoiadores, aconteceu na Ponte Pequetito Amorim, que liga os bairros Aterrado e Niterói.

O fato de 70% do esgoto da cidade ser jogado direto no rio é uma das principais críticas levantada pelas candidatas. Em vídeo publicado nas suas redes sociais, a petista assumiu, junto com Nena, o compromisso de cuidar e recuperar esse quadro. E além do âmbito municipal, buscará se unir com outras prefeituras para um trabalho coletivo em função da recuperação do rio.

“Estamos juntas nessa luta em defesa do Rio Paraíba, água que abastece nossa cidade e toda a região. Só que infelizmente o rio vem sendo muito maltratado. Em Volta Redonda, mais de 70% do esgoto não é tratado. É jogado in natura nesse rio. Conseguindo destruir uma maravilha do meio ambiente como essa. Por isso, nós, na prefeitura, queremos atingir a meta de 100% do esgoto tratado”, enfatizou.

No plano de governo, a coligação “A Esperança de Volta” apresenta com destaque o apoio e incentivo ao trabalho do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP), em conjunto com as outras cidades, para projetos de produção de água e de recuperação dos afluentes da bacia hidrográfica. Segundo Nena Düppré, a despoluição do rio e a reciclagem do lixo são bandeiras prioritárias do Partido Verde, pelo meio ambiente e pela qualidade de vida da população.

“É fundamental salvar o Paraíba. O primeiro passo para a sustentabilidade é a despoluição do rio. A gente vê um descaso enorme com as águas. Além do esgoto, temos metais pesados que vão direto para ele. É um desrespeito também com as pessoas, pois necessitamos dessa água. A natureza clama por atenção. O rio clama para que as pessoas lutem pela sua pureza e preservação”, ressaltou Nena.

No eixo de sustentabilidade, as propostas da chapa visam assegurar as condições necessárias para que Volta Redonda mantenha programas e projetos ao longo do tempo, e perseguindo as Metas do Desenvolvimento Sustentável para 2032. Uma cidade sustentável pressupõe economia circular e justa, redução de desigualdades, participação popular e democrática, além de recursos ambientais protegidos.

O objetivo é orientar e propor ações críticas, transformadoras, propositivas, inovadoras e continuadas para a formação de cidadãos comprometidos em atuar coletivamente rumo à transição ecológica visando a construção de uma Volta Redonda verdadeiramente sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui