A candidata do PROS à prefeitura de Volta Redonda, Dayse Penna, afirmou nesta quarta-feira (dia 14), em entrevista à Rádio Vibe FM, que não concorda com a atuação de Organizações Sociais (OSs) na gestão de hospitais municipais. “Se o custo aumentou e o serviço não melhorou, já está errado. Acho que a escolha foi equivocada, sou completamente contra”, afirmou.

Questionada sobre uso de OSs em seu governo e a relação dessas instituições com corrupção a candidata afirmou. “O levantamento de instituições que estão arroladas em processos de corrupção precisa ser encarado, precisa ser feita uma avaliação da importância desse estilo de administração no hospital. A gente tem o histórico de várias instituições que foram criadas nesse formato para servir de fachada. Então, Volta Redonda tem motivo para ter um olhar duvidoso com relação às OSs”, respondeu.

Já em resposta a um ouvinte a candidata falou sobre as condições de trabalho para os funcionários públicos. Dayse disse que salário em dia é obrigação. “A gente quer estar além. Queremos fazer com que o servidor se sinta reconhecido através do processo de trabalho, mostrando que ele precisa ter meta e indicadores. Esta é a fórmula básica para ter o servidor saudável e servindo bem à população”, ressaltou.

Mobilidade, empregabilidade, educação, saneamento básico e outros assuntos foram abordados no decorrer da entrevista. Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui