O candidato à reeleição a prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PSC), abordou na segunda-feira (dia 2) a importância do desenvolvimento econômico e da geração de emprego após a pandemia da Covid-19. Segundo ele, o objetivo é gerar 10 mil empregos nos próximos quatro anos, caso seja reeleito. Ele citou dados do Ministério da Economia, segundo os quais cerca de seis mil vagas de trabalho foram abertas na cidade nos últimos anos.

Samuca citou a importância do polo metalmecânico para o desenvolvimento econômico da cidade e geração de emprego e renda. “O polo metalmecânico está em fase de regulamentação após a aprovação pela Assembleia Legislativa do Rio da Lei do Aço. O projeto trata de incentivos fiscais a empresas da cadeia do aço, igualando as condições de atração de empresas a outros estados, como Minas Gerais”, disse.

“Esse projeto começou em Volta Redonda e é fruto do retorno de diálogo com a CSN, que é a nossa maior empresa. Esse é um grande legado do nosso governo. Você sabia que a CSN não vende um quilo de aço para as empresas da região? Então, com os incentivos, já conseguimos sete empresas que assinaram cartas de intenções de se instalarem na cidade e isso deve acontecer em breve. Somente essas empresas vão gerar 3,5 mil empregos na cidade”, disse o candidato.

Samuca destacou que a geração de emprego com o polo também vai oferecer oportunidades de trabalho de forma indireta, tendo em vista a geração de renda e o fomento à economia local. “Em 2018 e 2019, fomos a cidade que mais gerou empregos no estado do Rio. O novo shopping, a ocupação do parque empresarial do município, o incentivo ao comércio com a desburocratização e com o Tarifa Comercial Zero, mostram que o desenvolvimento é possível. E é verdade que muita gente ainda está precisando de emprego e vamos atrair mais oportunidades de trabalho para a família, para os jovens universitários e para mão de obra qualificada”, acrescentou Samuca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui