As vítimas da chuva que atingiram Volta Redonda no dia 17 de março, já começaram a receber o pagamento do Aluguel Social. Ao todo, 31 famílias receberão o benefício. Os moradores que tiveram suas casas condenadas pela Defesa Civil foram cadastrados pela secretaria municipal de Ação Comunitária (Smac), através das equipes dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), e passarão a receber o cheque nominal de R$ 400,00. Desse total, 14 famílias já retiraram o cheque do Aluguel Social.

Segundo o secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, durante toda a semana, equipes da Smac vêm dando total assistência às famílias que estão desalojadas.

“Estamos dando assistência a essas famílias desde o dia do temporal que caiu na cidade. Entendemos o momento difícil em que estão passando. Temos oito famílias abrigadas no ginásio do bairro 249 que receberam, por exemplo, alimentação, colchão, cobertor e material de higiene pessoal. Essa situação nos mostrou que estamos preparados para essas ações. A rede assistencial da prefeitura está funcionando”, disse o secretário.

Para Alzibele Nogueira de Oliveira, moradora do bairro Santa Inês, o cheque social irá contribuir muito como complemento do seu aluguel.

“Nesse momento, a gente se sente abandonada. Mas tivemos tanto apoio da equipe da Smac que isso não aconteceu. Ainda não fui pegar o meu cheque porque estou trabalhando, mas pretendo ir na segunda-feira bem cedo receber meu benefício”, disse a cuidadora de idoso.

Para Ana Paula de Aquino, residente no Caieiras, que teve sua casa inundada e parte interditada, este benefício tem muito mais importância do que o valor que está escrito no cheque. “Esse é só o começo. Agora, é seguir em frente e trabalhar para reconstruir tudo o que a chuva levou. Já consegui alugar uma casa no mesmo valor do benefício que recebi”, afirmou.

O prefeito Samuca Silva (PSDB) ressaltou que toda a estrutura pública municipal trabalhou desde o início do temporal para minimizar os transtornos à população.

“Desde o início, demos todo apoio a essas famílias. Nenhum morador deixará de ser assistido pelas equipes da Prefeitura. É obrigação do Poder Público conceder o benefício por seis meses, mas em Volta Redonda o prazo será estendido de acordo com a necessidade dessas famílias”, explicou o prefeito.

Foto: Geraldo Gonçalves/SecomVR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui