Até o final da tarde de sexta-feira (dia 3), o Volta Redonda Futebol Clube não tinha publicado em seu site, como determina a lei, o balanço patrimonial, com relatório da administração, o demonstrativo contábil e os pareceres fiscais, referente ao ano de 2018. A transparência sobre os recursos e gastos financeiros dos clubes está prevista na legislação desportiva, pelo artigo 46-A do Estatuto de Defesa do Torcedor (Lei 9615), incluído desde 16 de março de 2011. O prazo encerrou no último dia útil de abril, no caso terça-feira (dia 30).

A reportagem da Folha do Aço questionou o clube sobre o descumprimento da lei, que pode causar punições ao clube. Foi solicitada também uma cópia do documento. A assessoria de imprensa do Voltaço informou que “o Conselho pediu para analisar também o balanço de 2017, em função da falta de parecer do Conselho Fiscal ano passado” e que posteriormente encaminharia. Até o fechamento desta edição o relatório não foi enviado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui