Volta Redonda deve ganhar em breve uma Delegacia de Homicídios para atender todo Sul Fluminense, com sede no bairro Retiro. O anúncio foi feito na sexta-feira (dia 17), no gabinete do prefeito Samuca Silva (PSDB). Estiveram reunidos os delegados do Departamento Geral de Homicídios e Proteção do Estado do Rio de Janeiro, Antônio Ricardo e Alexandre Leite, o deputado federal Antônio Furtado (PSL), o secretário municipal de Segurança Pública, coronel Antônio Goulart e o comandante da Guarda Municipal, Paulo Henrique Dalboni.

A informação foi antecipada com exclusividade pela Folha do Aço na edição 353, de janeiro de 2018. A Cidade do Aço disputava a especializada com Barra Mansa, dirigida pelo prefeito Rodrigo Drable (MDB). O prefeito Samuca se comprometeu a encontrar um terreno público, de preferência no bairro Retiro, para a instalação da Delegacia de Homicídios, especializada em elucidar casos de assassinatos e crimes graves.

“Fico feliz com essa notícia e digo que podem contar comigo desde já para darmos início a esse projeto e colocá-lo para funcionar até o primeiro semestre de 2020, dentro de todas as especificidades legais. Esse será um marco para todos nós e já disponibilizo minha equipe técnica para entrar em contato com a equipe técnica da polícia civil e dar início aos processos administrativos”, disse o prefeito, acrescentando que a delegacia vai ajudar a desafogar a delegacia civil e toda a região sai ganhando.

Samuca reforçou que irá unir esforços com outros prefeitos do Sul Fluminense, visto que eles também serão beneficiados. “Estamos empenhados e vamos fazer todo o possível para melhorar a qualidade de vida da população. Recentemente criamos a secretaria de Segurança Pública, visando uma interação maior com os órgãos de segurança. Temos a Cerca Inteligente de monitoramento da cidade, o Centro Integrado de Operação em Segurança Pública (Ciosp) foi reativado apenas para área de segurança, passando para a CAU todas as ligações de Fale Conosco (que antes eram encaminhadas também ao Ciosp)”, completou o prefeito Samuca.

O deputado federal Antônio Furtado, que foi delegado da 93ª DP, disse que o melhor local para a instalação da Delegacia Regional de Homicídios é Volta Redonda. “Devido ao protagonismo que a cidade tem e a estrutura de desenvolvimento que a cidade apresenta hoje. E sabemos que o Sul Fluminense como um todo será favorecido com essa unidade. A vontade da Polícia Civil é colocar na unidade pelo menos 100 policiais civis trabalhando em turnos ininterruptos para realizar as investigações realizadas no município e em outras cidades”, comentou o delegado Antônio Furtado.

Representantes da polícia e o deputado Antônio Furtado foram recebidos por Samuca –
Fotos: Gabriel Borges/SecomVR

Já o delegado Antônio Ricardo, do Departamento Geral de Homicídios e Proteção do Estado do Rio de Janeiro, completou dizendo que esse será um grande pólo e que dará mais celeridade às investigações. “Essa delegacia certamente vai inibir os criminosos e dar a sensação de segurança para a população. Os locais que a delegacia começa a atuar, consequentemente os índices de criminalidade diminuem. Estrategicamente Volta Redonda é, sem dúvidas, o local mais adequado e toda a região será fortalecida”, pontuou o delegado.

Durante o encontro, o prefeito Samuca Silva ainda destacou outros avanços do município na área de segurança, como ter dado status de secretaria para a Guarda Municipal; o pagamento de Rais para GMs de folga atuarem na cidade; compra de dez novas viaturas para a Guarda Municipal; o novo concurso público para a GM; a reativação de 18 câmeras OCRs para identificação de carros roubados; início da parceria com a Polícia Militar para pagamento de RAIS para PMs atuarem em eventos do município; e convênio para reativação dos postos extensivos da PM na cidade.

Projeto piloto

Aproveitando a presença do deputado federal e das autoridades policiais, o prefeito Samuca Silva pediu ajuda do delegado Antônio Furtado, como interlocutor junto ao governo federal, para a implantação de um projeto piloto nos condomínios do projeto Minha Casa Minha Vida.

“Hoje nós temos uma ausência do Poder Público dentro dessas unidades do Minha Casa Minha Vida. Precisamos da ajuda do Governo Federal para poder entrar dentro dessas unidades e implantar alguns projetos que já temos prontos para dar o suporte que a população precisa. Esses projetos são ligados à Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e a Secretaria de Ação Comunitária e que vão levar para a população, além de atividades recreativas e assistenciais, mais segurança”, afirmou Samuca.

O deputado federal Antônio Furtado disse que esse assunto é muito importante ser discutido e que o prefeito pode contar com ele para juntos analisarem a execução dos projetos. “Estou à disposição para ajudar Volta Redonda em Brasília”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui