Policiais Civis da 58ª DP (Posse) prenderam nesta quinta-feira (dia 19), após trabalho de inteligência visando o combate à milícia, João Teixeira dos Passos, o Jota, e Ednilson Jesus da Silva, o Baiano. A dupla, localizada no bairro Estação, em Lídice, distrito de Rio Claro, é acusada pela prática de diversos crimes, como homicídios e extorsão.

Jota é considerado o primeiro homem na hierarquia da milícia que atua em nos bairros de Nova Iguaçu, como Grama, Figueiras, Miguel Couto e Vila de Cava, grupo este que se autointitula “Milícia da Grama”. Contra ele havia seis mandados de prisão.

Ainda segundo a polícia, Baiano seria segurança pessoal de Jota e responsável por cumprir as ordens do mesmo, tendo sido cumpridos cinco mandados de prisão em seu desfavor.

Jota explora atividades criminosas, como pontos de mototáxi, venda de botijões de gás, exploração de tv a cabo pirata, cestas básicas e extorsões. Ele é apontado como mandante em diversos homicídios ocorridos naquelas localidades, juntamente de seu subordinado Baiano.

O criminoso e a milícia da Grama são conhecidos pela crueldade na prática de seus crimes, praticados, muitas das vezes, à luz do dia.

Atualmente, Jota e Baiano estavam escondidos na pacata cidade de Lídice na tentativa de implementar, de acordo com a polícia, seu reinado de terror pelo interior do Estado, e se livrar de diligências.

A 58ª Delegacia de Polícia segue as investigações visando desarticular o grupo paramilitar e, assim, diminuir os índices de mortes violentas, bem como encerrar o ciclo de exploração e medo imposto na população local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui