A cidade de Angra dos Reis, na Costa Verde, viveu mais um fim de semana marcado pela violência. E violência, como se sabe, não tem linha divisória para as barbaridades. Marcada nos últimos anos pela disputa entre facções criminosas rivais pelo controle do tráfico em diversas localidades, os moradores convivem praticamente todos os dias com tiroteios.

Neste domingo (dia 15), não foi diferente. Ainda de madrugada, militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) entraram no Frade e travaram um intenso tiroteio com bandidos. A ação resultou na apreensão de três fuzis, duas pistolas e outros materiais do tráfico de drogas. Não houve relato de mortos, feridos ou presos.

Pela manhã, moradores começaram a disseminar em redes sociais imagens dos corpos de sete jovens mortos no bairro. Em mais um ato de ousadia de criminosos, os cadáveres foram colocados na carroceria de um caminhão de pequeno porte e deixados em frente ao quartel do Corpo de Bombeiros da cidade, exatamente no bairro do Frade.

A Polícia Civil apurou que o dono do caminhão foi obrigado a fazer o transporte dos cadáveres. Abalado, ele precisou ser levado a um hospital da cidade e só hoje deve prestar depoimento.

O delegado Celso Gustavo Ribeiro, que foi titular em Volta Redonda e agora responde por Angra dos Reis, disse acreditar que todos os mortos foram vítimas de confronto entre grupos rivais. Segundo ele, o Bope apresentou na delegacia a ocorrência da apreensão do armamento do tráfico após o confronto e não mencionou sobre vítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui