Os médicos do Hospital São João Batista, em Volta Redonda, decidiram adiar a greve marcada para começar nesta segunda-feira (dia 20). Em um comunicado distribuído à categoria, a comissão que discute reivindicações com a Organização Social (OS) contratada pela prefeitura para administrar o hospital, informou que, enquanto continuarem as negociações, não haverá paralisação. Uma assembleia está marcada para esta segunda-feira, às 19h.

Maior hospital da rede pública do Sul Fluminense, o HSJB está desde o início de dezembro sob administração da OS Associação Filantrópica Nova Esperança (AFNE). Os médicos discordaram, sobretudo, da forma de contratração, através de uma pessoa jurídica (PJ) única, de Santa Catarina, sugerida pela instituição.

A primeira ameaça de paralisação foi a partir da última sexta-feira, quando a comissão decidiu adiar o movimento pela primeira vez, para dar ciência à população. No mesmo dia, o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, decidiu transferir seu gabinete para o hospital, para intermediar o diálogo entre as partes.

Nesta segunda (dia 20) à tarde está prevista mais uma reunião da direção da OS com os profissionais, que, ao todo, são 260.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui