Dois homens foram conduzidos à 93ª DP suspeitos de comercializarem álcool em gel sem procedência. A abordagem aconteceu nesta quarta-feira (dia 18), nas ruas 31 e 52, na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda.

O delegado Wellington Vieira aguarda o resultado do laudo pericial para definir se o artigo é falso e sua a dupla será indiciada criminalmente. “Preciso que a população seja advertida de que está colocando em risco a saúde usando álcool gel falso”, alertou o titular da 93ª DP. Ainda de acordo com o delegado, os ambulantes vendiam o produto por R$ 10 e R$ 30. 

Um dos principais produtos para a prevenção da contaminação do Covid-19, o novo coronavírus, o preço abusivo na venda do álcool em gel está na mira do Procon, órgão de defesa do consumidor de Volta Redonda. Fiscais realizaram, na terça-feira (dia 17) uma visita nas farmácias da cidade para orientar quanto ao valor do produto, esgotado em diversos estabelecimentos na cidade.

Procon intensificou fiscalização em farmácias e drogarias para apurar preços abusivos – Foto: Divulgação SecomVR

Segundo o coordenador do órgão, Alexandre Massi de Deus, diversas denúncias foram feitas ao Procon pela prática de preços abusivos. “Visitamos as farmácias da cidade com intuito instrutivo e de verificar se há abuso no preço do álcool em gel, muito utilizado em função do coronavírus. Detectamos que muitas farmácias já não dispõem do produto para venda, devido a grande procura. Em outras, os moradores foram informados que o produto será vendido com um preço maior devido a essa demanda, ou seja, as farmácias irão repassar também esse aumento”, explicou Alexandre.

Abuso

Caso a população encontre o produto e ele esteja em valor abusivo, é importante entrar em contato com o Procon no telefone 3339-9205 ou na sede situada na Avenida Paulo de Frontin, número 349 – 10/11, bairro Aterrado, no horário das 8h às 16h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui