A Polícia Civil descobriu um laboratório clandestino no bairro Retiro, em Volta Redonda, que produzia álcool etílico 70% sem autorização das autoridades sanitárias. A operação iniciada na segunda-feira (dia 6) foi concluída nesta terça-feira (dia 7), com a prisão de um homem, que não teve a identidade divulgada.

Os investigadores do 93ª DP localizaram a casa onde ocorria a produção ilegal após uma denúncia anônima. O imóvel fica na Rua Margarida Scheffer. O produto era fabricado e distribuído para lojas da região.

Uma grande quantidade do material utilizado na fabricação de álcool e etiquetas para embalar os produtos foram apreendidos. Os agentes também foram em alguns estabelecimentos apreender o material falsificado.

Segundo delegado Wellington Vieira, todo o material será periciado. “A investigação ainda continua”, disse o titular da 93ª DP. O homem preso vai responder por falsificação de produtos de produtos terapêuticos. Se condenado, a pena pode chegar a 15 anos de prisão.

Indicação

O aumento dos casos da Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus que tem 69 casos confirmados em Volta Redonda, tem provocado a falta de álcool em gel em farmácias, o que faz com que a população escolha outros tipos de álcool para se prevenir

A indicação é que o produto seja o álcool 70, isto é, que seja composto de 70% de álcool etílico (etanol). De acordo com o Conselho Federal de Química, essa é a quantidade necessária para combater micro-organismos como bactérias, vírus e fungos.

Fotos: Divulgação Polícia Civil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui