O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PSC), anunciou oficialmente na tarde desta quinta-feira (dia 4) que está fora da disputa pela reeleição em outubro. A decisão, formalizada em coletiva de imprensa, no Salão Branco do Hotel Bela Vista, altera o tabuleiro eleitoral no município.

Samuca explicou que sua decisão foi baseada em sua formação e convicções políticas de que a reeleição atrapalha a gestão administrativa e fiscal de uma cidade, estado ou país. Além disso, segundo ele, pesa o compromisso com a gestão dos problemas do município, principalmente no combate à pandemia da Covid-19.

“Minha responsabilidade e compromisso hoje é salvar vidas. Não consigo pensar em política, fazer articulações sabendo que meu povo está morrendo e com medo. Nossa cidade não pode parar, temos que ativar a economia e recuperar os empregos perdidos”, declarou.

Com a decisão de Samuca, o grupo governista terá outro representante na eleição deste ano. “Teremos candidatura própria do governo. Nosso legado de inovação e transformação da cidade será defendido”, garante Samuca.

O nome de Alfredo Peixoto é um dos cotados para ser apoiado pelo grupo de Samuca. O indício ganha mais força com a informação de que Alfredo está deixando hoje o comando da secretaria municipal de Saúde, conforme a Coluna Ferrinhos da Folha do Aço antecipou na edição desta semana.

Ainda de acordo com o prefeito, o posicionamento do governo também visa “impedir” que o grupo político que governou Volta Redonda e o Estado do Rio de Janeiro volte ao Palácio 17 de Julho com políticas de “retrocesso”.

Durante a coletiva, Samuca Silva anunciou que não se afastará da política. “Serei candidato em 2022. Não acho justa a continuidade de uma gestão. Acredito que cada um tem seu tempo de contribuição com uma cidade. A minha já fiz. Mas, agora, temos que impedir que o grupo que destruiu Volta Redonda e o Estado do Rio retorne ao poder. Para isso, não irei medir esforços e, por isso, o governo terá uma candidatura própria”, afirmou.

Antes do anúncio de sua decisão de abrir mão da disputa pela reeleição, Samuca Silva fez um balanço sobre as ações tomadas nestes três anos e meio de governo. Ele citou a concepção de um novo modelo político; o combate à corrupção, com a criação de ferramentas de controle como a Controladoria Geral do Município e mudança no modelo de licitações da Prefeitura.

“Desde que assumimos tudo é licitado por meio de pregão, ou seja, melhor preço. Geramos economia de milhões de reais aos cofres da prefeitura. Na gestão passada, que ficou 20 anos no poder, tudo era feito por carta convite e dispensa de licitação com fracionamento de despesa. Isso acabou. Moralizamos a administração pública e recebemos vários prêmios por transparência no uso de recursos públicos”, ressalta o prefeito.

Samuca lembrou que assumiu a Prefeitura, em janeiro de 2017, com dívidas de mais de R$ 1,7 bilhão. Neste período, de acordo com ele, as contas do Município foram organizadas e a arrecadação cresceu com gestão fiscal, economias e otimização de equipamentos. “Se não fosse isso, não teríamos capacidade de investir, quiçá de realizar a manutenção do município”, destacou.

Plano de Governo de Samuca está 90% concluído

O prefeito Samuca Silva detalhou os principais feitos até aqui de sua gestão, que tem como um dos slogan a frase “Avançando com Diálogo e Eficiência”. A lista de obras estruturantes e projetos inovadores que colocaram Volta Redonda na rota do desenvolvimento, da geração de empregos e da modernização, foram detalhados na entrevista coletiva desta quinta-feira.

Abaixo, confira alguns dos principais projetos executados no atual governo em apenas 3 anos e meio:

Rodovia do Contorno
Hospital do Idoso
Hospital Santa Margarida
Ônibus Tarifa Comercial Zero
Criação da Controladoria
Restaurante Popular
Concursos Públicos: mais de 1,6 mil vagas
Fim do RPA
Creches em tempo Integral
Reforma do Zoológico
Conclusão da Arena Esportiva
Projeto Escritura Fácil
Nota Fiscal Legal
Novo Sistema na Secretaria de Fazenda
Líder na Geração de Empregos
Novos Parques Ambientais: Jardim Botânico (Ilha São João), Parque Natural, Puris, Ingá
Maior programa de arborização da cidade
Fim do monopólio de Postos de Combustíveis
Rua de Compras
Pólo Metalmecanico
Reforma de mais de 60 escolas municipais
Aumento de mais de R$ 100 milhões na arrecadação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui