As Polícias Civil e Rodoviária Federal apreenderam pouco mais de 6 toneladas de maconha que abasteceriam o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A carga, avaliada em cerca de R$ 5 milhões, foi apreendida na Via Dutra, em Piraí.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, essa é a segunda maior apreensão do entorpecente já realizada no Rio de Janeiro. A primeira, ocorrida em 2015, apreendeu 6,4 toneladas de maconha, também na Via Dutra, na altura de Seropédica.

Por volta das 17h, equipes da PRF e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil abordaram a carreta, durante uma ação conjunta de repressão ao tráfico de entorpecentes. Cães farejadores da PRF deram sinal de que havia algo errado sendo transportado no veículo. Uma grande quantidade de maconha foi encontrada embaixo de pallets de madeira.

O motorista confessou que pegou a droga em Dourados, no Mato Grosso do Sul, e que trazia para a capital fluminense. Uma caminhonete que apoiava a ação criminosa também foi abordada, com três ocupantes, todos com antecedentes criminais.

O tio de um dos suspeitos já havia sido flagrado pela PRF com R$ 700 mil escondidos no pneu estepe de um automóvel, em Barra Mansa, em 2019. Ele encontra-se preso pelo crime de tráfico de drogas.

Outros dois homens também foram presos. A dupla aguardava a chegada do carregamento, próximo à Avenida Brasil. Eles levariam a carreta até a comunidade da Nova Holanda, em Bonsucesso, no Complexo da Maré.

Os seis presos foram indiciados por tráfico de entorpecentes e associação ao tráfico. A ocorrência foi encaminhada para a sede da Core, na Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte do Rio. Foto: PRF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui