Uma comerciante da Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Volta Redonda, sofreu prejuízo de aproximadamente R$ 7 mil, ao ter a máquina de cartão trocada por um golpista. Ela só descobriu o golpe cerca de um mês após a troca.

O golpe funciona assim: o golpista faz uma compra no estabelecimento e, com sua via, usa os dados da loja para adquirir uma maquininha idêntica à do estabelecimento. Ao fazer o cadastro, ele informa sua conta bancária como destinatária dos depósitos das operadoras.

Depois, ele sutilmente faz a troca das máquinas. Quando o comerciante descobre, o prejuízo já está consumado. O caso da loja da Amaral Peixoto foi registrado na delegacia de Volta Redonda. Foto: Evandro Freitas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui