O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PSC), anunciou durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, realizada na tarde desta quinta-feira (dia 20) que o Hospital de Campanha montado no Raulino de Oliveira, será desmobilizado. Segundo o prefeito, a proposta ainda será analisada pelo Ministério Público.

Samuca justificou a desmontagem da Unidade com base na capacidade de atendimento da rede de saúde pública da cidade. “Nossa rede é capaz de sustentar os atendimentos”, reiterou.

O prefeito ainda anunciou que está permitida a entrada de idosos em shoppings e igrejas já a partir desta sexta-feira (dia 21), com horário fixado por cada estabelecimento em particular. Entretanto, a política de horários específicos para este público irá vigorar até o dia 21 de setembro.

Novamente, Samuca voltou a descartar a possibilidade de um retorno às aulas presenciais neste ano. De acordo com ele, “não existe qualquer segurança para colocar pouco mais de 30 mil alunos para circular na cidade. Mesmo sendo contra um retorno, Samuca irá se reunir com representantes das escolas particulares e membros do Ministério Público na próxima segunda-feira.

Números da Covid-19

Mais três óbitos foram confirmados, elevando o total a 167. Trata-se de uma mulher, de 79 anos, e dois homens, de 75 e 92 anos. Os casos suspeitos cresceram 1,4% nas últimas 24 horas, chegando a 16.043.

Os infectados estão em 4.689, com 4.085 curados e 7.718 exames que atestaram negativo. A ocupação das UTIs está em 21%. Já o Hospital de Campanha opera com 12% da capacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui