O candidato à prefeitura de Volta Redonda, Granato, Solidariedade, criticou, na manhã dessa quinta-feira (dia 15), o comportamento dos candidatos Samuca (PSC) e Baltazar (PSD) durante o debate, na noite de quarta-feira, na Band, em que em vez de apresentarem propostas para a cidade, ambos buscaram “bater” na questão da inelegibilidade do candidato pelo DEM, Antonio Francisco Neto.

Para Granato esse não é o caminho. A forma para ele é apresentação de propostas que permitam aos eleitores escolherem o melhor para a cidade. “Quem não tem proposta, mostra que tem medo do candidato do DEM e busca inviabilizar sua candidatura na justiça. Essa questão é jurídica e não cabe numa disputa eleitoral. Com isso quem perde é a cidade, que precisa colocar ordem na casa para fazer de Volta Redonda não a cidade que sonhamos viver um dia, mas sim que sonhamos viver todos os dias”, comentou o candidato.

“Ficou claro no debate que Samuca e Baltazar estão caminhando em partidos diferentes, mas de mãos dados nessa eleição”, afirmou Granato.

Professores

Ainda nessa quinta-feira, quando se comemorou o Dia do Professor, Granato, afirmou, durante a sua caminhada pelos bairros da cidade, que no seu governo estes profissionais serão valorizados como nunca o foram. “Não podemos deixar que esta situação que já vem de vários governos com os nossos professores continue! Eles merecem ser valorizados de uma forma que lhes permita não só tirar o seu sustento e manter a sua família, mas também transmitir aos seus alunos o conhecimento adequado”, afirmou.

O candidato lembrou ainda que ao contrário do que a atual administração tem afirmado a conquista no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que revelou que o município de Volta Redonda ficou com uma média de 6.2 nos anos iniciais do ensino fundamental, enquanto o país registrou 5.9 e o Estado do Rio de Janeiro atingiu 5.8 é uma vitória dos professores e dos alunos e não do prefeito.

Na avaliação dos anos finais, Volta Redonda teve nota de 5.1, e o país e o estado tiveram média de 4.9. Isso prova, segundo Granato, que mesmo com péssimos salários, a falta de um plano de cargos e salários para a categoria e também de um concurso para preenchimento de vagas nas escolas e creches geridas pela prefeitura esses profissionais buscam o melhor para os estudantes da Cidade do Aço.

“A partir de janeiro vamos fazer uma educação nota 10 e que será lembrada sempre. A educação é a mola mestra para termos uma sociedade produtiva e saudável. Com uma educação perfeita, oferecemos aos jovens, a possibilidade de se prepararem para a busca de um emprego mais digno e com bons salários”, lembrou Granato.

Durante a sua caminhada, nessa quinta-feira, pela Avenida Amaral Peixoto e pela Vila Santa Cecília, Granato, em conversa com os moradores, lembrou a importância dos professores na vida de todos. “Eu até hoje agradeço aos meus professores por tudo que me foi passado na escola e que me permitiram ser a pessoa que sou hoje”

Romário

Nessa sexta-feira, o senador Romário estará em Volta Redonda para anunciar seu apoio ao candidato Granato. Ele participará, na parte da tarde, de uma carreata pelas ruas de vários bairros da cidade, terminando no Retiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui