O candidato a reeleição a prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, e a candidata a vice-prefeita pelo PSC, Fátima Martins, votaram na manhã deste domingo (dia 15), respectivamente no Colégio Estadual Roosevelt e na Escola Municipal Miguel Couto. Os candidatos seguiram todas as medidas de prevenção a Covid-19, o Novo Coronavírus.

Após votar, o prefeito lembrou de medidas importantes para o fomento da economia da cidade, o que foi um dos fatores que fez Volta Redonda ser líder na geração de empregos no Estado do Rio em 2018 e 2019, período anterior a pandemia.

“O desenvolvimento econômico foi um dos nossos principais objetivos. Desburocratizamos os sistemas internos para acelerar a abertura de empresas, incentivamos a lei que libera o comércio a funcionar 24 horas, criamos o aclamado Rua de Compras, retiramos a taxa do MEI, concedemos centenas de alvarás para ambulantes, entre outros. Fizemos muito por esse setor. E agora vamos fortalecer ainda mais o desenvolvimento com o Polo Metalmecânico”, disse.

Samuca lembrou que a Lei do Aço, que vai permitir incentivos fiscais do Governo do Estado a empresas da cadeia do aço, se iniciou em Volta Redonda.

“A CSN, que é a maior empresa da cidade, não vende um quilo de aço para as montadoras da região, por exemplo. E, com o Polo Metalmecanico, vamos atrair empresas de beneficiamento de aço, fabricantes de latas e outras embalagens metálicas, para a região e nossa cidade. Sete empresas querem se instalar no município no pós-pandemia. Só essas sete empresas vão gerar cerca de 3,5 mil empregos em Volta Redonda”, comentou.

Samuca explicou que, mesmo com diversas dificuldades como crise econômica, endividamento de R$ 1,7 bilhão herdado, maior chuva da história de Volta Redonda, greve dos caminhoneiros, eleição presidencial conturbada e a pandemia da Covid-19, conseguiu entregar muito para a cidade.

“Mesmo com toda essa dificuldade conseguimos realizar bastante. Foram importantes entregas como Rodovia do Contorno, Arena Esportiva, Hospital Regional, Hospital do Idoso, Clínica de Diálise, três Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a abertura do Centro Municipal de Saúde, no antigo Hospital Santa Margarida, entre outros. E vamos avançar muito mais”, ressaltou Samuca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui