A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (dia 2), a Operação Sextourismus, com o objetivo de combater a exploração sexual infantil, em Búzios, na Região dos Lagos. O alvo da operação, identificado pela Interpol do Canadá em 2013, distribuía arquivos com cenas de abuso sexual infantil em uma rede internacional.

Segundo a PF, inicialmente os investigadores acreditavam que o suspeito estava no Canadá. No entanto, foi constatado que os acessos ilícitos partiram do Brasil e as informações foram encaminhadas para as autoridades brasileiras.

A PF então identificou que o suspeito era proprietário de uma empresa de VPN (rede privada virtual) desde 2009, serviço que permite a navegação de forma anônima pela internet. Após um longo período de investigação virtual, o suspeito foi monitorado, localizado e hoje, foi alvo de um mandado de busca e apreensão, expedido pela 1ª Vara Federal de São Pedro da Aldeia, em sua residência.

Todos os equipamentos apreendidos, como notebooks e celulares, serão encaminhados à perícia técnica para o aprofundamento das investigações. Foto: Polícia Federal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui