Um homem, identificado como Arnaldo Magno da Silva Barboza, o “TH”, de 29 anos, morreu durante uma troca de tiros com a Polícia Militar, na madrugada deste domingo (dia 10), no bairro Paraíso, em Resende. Outro suspeito, identificado como Walace de Oliveira Gomes, de 24 anos, foi preso.

Segundo a Polícia Militar, a corporação foi informada, ainda na madrugada de domingo, que criminosos estavam atirando contra a casa do traficante Vanderlei Carlos Carneiro, o “Delei”, que está preso na Penitenciária Esmeraldino Bandeira, no Rio. Na casa, localizada na Rua Marcondes de Godoy, no bairro Paraíso, estavam uma mulher e um homem.

A PM seguiu para o local, sendo recebida a tiros por mais de uma dezena de criminosos. Os bandidos correram para uma área de mata, enquanto os policiais recebiam reforços. Os policiais perceberam, durante o tiroteio, que um criminoso foi atingido, enquanto os demais mantinham os disparos para impedir que eles se aproximassem. Depois, os traficantes começaram a se dispersar pela mata e fugiram.

Ao ser preso, Walace de Oliveira Gomes confessou aos policiais ter participado do tiroteio. Disse ainda que é natural de Campos dos Goytacazes, cidade do Norte Fluminense, mas que passou a viver na Penha, no Rio, de onde foi despachado para Resende por um traficante conhecido como “Juninho da Rocinha”, para proteger o tráfico no bairro Paraíso, que está sob ameaça de uma facção rival. Walace foi indiciado por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Arnaldo Magno da Silva, que foi baleado e morto, é apontado como um dos chefes do tráfico no Paraíso. Próximo ao corpo dele, os PMs acharam quatro granadas, um fuzil, um revólver calibre 22 com a numeração raspada e quase 180 munições de diversos calibres, mostrando o poder de fogo dos bandidos. Também foram recolhidos no ponto onde ocorreu o confronto, três porta-carregadores de pistola, 17 carregadores de fuzil e um coldre.

No início da noite, o comandante do 27º Batalhão de Polícia Militar, o tenente-coronel Perry Souza Azeredo, reforçou o policiamento nas ruas, sobretudo na região da Cidade Alegria, ao tomar conhecimento de que traficantes ordenaram um toque de recolher em represália à morte de “TH”. Segundo o comandante, um homem que já foi identificado passou pelo comércio avisando da ordem dos bandidos. Ele está sendo procurado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui