O Instituto Médico Legal (IML) de Volta Redonda não identificou em exames sinais de embriaguez em Mariana Campos de Almeida da Silva, de 24 anos. Ela dirigia o Fiat Uno que desgovernado invadiu a Praça da Liberdade, no Centro de Barra Mansa, na noite de quarta-feira (dia 6), atropelando três pessoas. Uma delas foi a jovem Beatriz Gonzaga Macedo, de 17 anos, que morreu ao dar entrada na Santa Casa de Misericórdia. 

Mariana se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi conduzida pela Polícia Militar ao IML. A motorista está detida na 90ª DP. 

Os outros dois feridos no acidente não correm risco de morte. Isabela Carvalho Galdino, de 14 anos, permanece internada e Lucas Gonçalves, de 19, já recebeu alta. O carro está apreendido e a motorista vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Foto: Reprodução/Facebook


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui