Onda de fake news ganha espaço na última semana de campanha

A era das notícias falsas, conhecidas como fake news, chegou à disputada da presidência do Sindicato dos Funcionários Públicos de Volta Redonda. As redes sociais foram tomadas nos últimos dias por postagens de ataque entre integrantes das três chapas. Uma das vítimas foi o advogado Victor Jácomo, acusado irresponsavelmente de compra de votos.

Victor que há alguns anos trabalha no departamento jurídico do Sindicato registrou segunda-feira (dia 8) na 93ª Delegacia de Polícia um Termo Circunstanciado, de número 01792/2019, por injúria.

“Diante das mentiras contra a minha pessoa. Procurei o Polícia Civil iniciando procedimento contra as pessoas que têm espalhado mentiras sobre o recebimento de valores em meu escritório. Estas pessoas terão que responder criminalmente e civilmente pelos seus atos. Sendo que possuo provas irrefutáveis que nenhum servidor foi ao meu escritório, pois o prédio no qual possuo sala tem câmeras de segurança e eu tenho a gravação. Sendo assim, espero que a Justiça seja feita”, disse Victor.

O advogado virou um dos personagens centrais da corrida eleitoral após a confirmação da continuidade de seu trabalho caso o candidato da Chapa 3, Luiz Fernando Pereira, seja eleito. Recente Victor trabalhou na defesa de causas importantes para a categoria, como o direito ao recebimento do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

“Vemos que as outras chapas têm lutado por poder, se atacam. Nossa chapa preza pelas propostas e pela clareza das informações”, analisou Luiz Fernando.

Três chapas estão inscritas na disputa. A Chapa 1 é encabeçada pelo atual presidente, Ataíde de Oliveira (Chapa 1). O sindicalista terá como adversários nas urnas Ronaldo Rodrigues (Chapa 2) e Luiz Fernando Pereira (Chapa 3). Eleição A eleição para a presidência do Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda acontece nesta segunda-feira (dia 15).

Conforme o estatuto da entidade, o eleito comandará os destinos da categoria até 2027. Aliás, a redução para quatro anos de mandato está entre as promessas de campanha das duas chapas de oposição a Ataíde.

A comissão eleitoral estabeleceu nove pontos de votação: sede do sindicato (no Aterrado), prefeitura, guarda municipal, Fundação Beatriz Gama, Hospital São João Batista, garagem do bairro Aero Clube, secretaria de Infraestrutura e nas unidades do Saae do Aterrado, Belmonte e Bela Vista.

A Chapa 3 pleiteou a inclusão de uma urna itinerante para facilitar a votação dos servidores da Educação. O pedido, no entanto, foi rejeitado por representantes das chapas 1 e 2. Cerca de 2.200 servidores sindicalizados estão aptos a votar. A eleição acontece de 8h às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui