Motoristas de Volta Redonda tiveram uma surpresa nada agradável ao pararem em postos de combustíveis, na manhã de quarta-feira (dia 17). O preço da gasolina saltou de R$ 4,55 para R$ 5,24. Já o álcool foi de R$ 3,55 para R$ 4,51. Os valores foram aferidos em postos na Amaral Peixoto, no bairro Aterrado, em frente a prefeitura, e em um posto no Centro.

A Petrobras havia anunciado que manteria estáveis as cotações do diesel e da gasolina em suas refinarias para esta quarta-feira.

Aumento

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou na terça (dia 16) que Jair Bolsonaro disse que “não quer” e “não pode” intervir nos preços praticados pela Petrobras. A declaração do presidente foi dada durante reunião com ministros para debater como funciona o processo de formação de preços dos combustíveis. “Uma frase que o nosso presidente disse logo no início da reunião, ou seja: ‘eu não quero e não tenho direito de intervir na Petrobras. Eu não quero e não posso intervir na Petrobras'”, relatou o porta-voz.  Segundo ele, Bolsonaro acrescentou que não pode interferir nos preços da estatal por questões legais e políticas. 

Na semana passada, a Petrobras havia anunciado um reajuste de 5,74% do no preço do óleo diesel nas refinarias, mas a medida foi suspensa. Segundo o governo, Bolsonaro queria entender aspectos técnicos da decisão da Petrobras. Após a decisão de suspender o reajuste do diesel, ocorrida na última sexta-feira (12), houve queda das ações da petroleira na Bolsa de Valores de São Paulo, que registraram desvalorização de 8,54%. 

Foto: Facebook Programa Dário de Paula

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui