O presidente Jair Bolsonaro revogou o decreto que ampliou o acesso a armas e munições no Brasil, assinado em 7 de maio. A revogação será publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta terça-feira ( dia 25). 

O decreto foi derrubado pelo Senado na semana passada, e seria analisado pela Câmara, e possivelmente derrubado, nesta semana. 

Para resolver os problemas de inconstitucionalidade de parte do texto, o decreto foi totalmente revogado e outros decretos foram editados (9.844, 9.845 e 9.846 de 25 de junho). 

Na manhã desta terça, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse em entrevista que o governo não iria revogar e nem atuaria para impedir a votação do decreto das armas na Câmara dos Deputados, prevista para esta tarde. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui