A Procuradoria do Trabalho no Município de Volta Redonda expediu recomendação à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para que passe a fazer constar, expressamente, nas atas de reuniões extraordinárias da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), os questionamentos dos cipistas. No documento expedido na segunda-feira (dia 24), a procuradora do trabalho Vanessa Martini determina que conste também os esclarecimentos prestados pelos gestores da empresa, “de forma que a ata da reunião expresse de forma pormenorizada com que nela foi tratado”.

A procurada considerou que a ata de Reunião Extraordinária da Cipa, realizada em 17 de maio, com finalidade de divulgação preliminar do acidente ocorrido dois dias antes na Aciaria foi “lacônica no que pertine aos questionamentos por parte dos cipistas, assim como, dos esclarecimentos dos prestados pelo gestor”.

No acidente do dia 15 de maio, o qual a CSN classificou como incidente, pelo menos 30 trabalhadores que estavam no local foram atendidos pela equipe médica da Companhia por terem inalado o pó e encaminhados preventivamente para atendimento hospitalar.

A empresa afirmou que ocorreu durante atividade de transferência de escória líquida que, provavelmente, teve contato com pontos de umidade no interior do pote de descarte. “O contato gerou deslocamento de ar proporcionando grande desprendimento de poeiras no setor”, informou a empresa em comunicado emitido na oportunidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui