A funcionária da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) que sofreu uma queda durante o trabalho na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, segue internada e corre risco de ficar paraplégica por conta de uma fratura de vértebra. A metalúrgica, de 23 anos, passou por cirurgia na segunda-feira (dia 24). O acidente aconteceu na noite de domingo, na Gerência Geral de Folhas Metálicas (GGFM). A causa do fato não foi revelada pela empresa.

Ana Gabriele Pereira de Souza foi socorrida pela equipe de bombeiros da CSN e levada para o Hospital da Unimed. A primeira avaliação médica verificou perda da capacidade motora. Os cirurgiões aguardam ainda evolução da recuperação para uma avaliação mais concisa. “A Ana Gabriele está no quarto e bem. Seu estado de saúde é estável”, informou de forma sucinta a assessoria de imprensa do hospital.

Horas após o acidente, a CSN lamentou o ocorrido e informou “que está prestando toda assistência à Ana Gabriele”. Sobre a possibilidade de a jovem ficar paraplégica, a empresa disse não iria se pronunciar. O Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense informou, também em nota, que está acompanhando de perto a situação da metalúrgica e já cobrou da CSN uma apuração rigorosa, já que esse tipo de acidente é muito raro de acontecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui