A cidade de Volta Redonda registrou a redução de 42,11% no número de tentativas de homicídios num comparativo entre os meses e maio desse ano e o mesmo período de 2018. Os dados referentes aos registros criminais e de atividade policial do estado do Rio de Janeiro constam de relatório recente divulgado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

Somados os meses de maio e junho de 2019, a 93ª Delegacia de Polícia, responsável pela área de Volta Redonda, registrou 11 tentativas de homicídio. No ano passado foram 19 ocorrências. O município segue a tendência do estado do Rio de Janeiro, que este ano vem reduzindo os índices relacionados aos crimes contra a vida. Números do ISP apresentam queda em junho e no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e junho de 2019, o homicídio doloso, quando se tem intenção de matar, registrou queda de 23% quando comparado com o mesmo período do ano passado – foram 608 homicídios a menos. As estatísticas divulgadas são construídas a partir dos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil, além de informações complementares de órgãos específicos da Polícia Militar. Antes de serem consolidados no ISP, os RO são submetidos ao controle de qualidade realizado pela Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol).

As estatísticas produzidas baseiam-se na data em que foi confeccionado o Registro de Ocorrência.

Outros números

Em Volta Redonda, o registro de roubos em maio e junho também revela queda significativa, 24,07% – de 108 reduziu para 82. Ainda houve queda de 44% nos registros de roubo de veículos, indo de nove ocorrências para cinco. A taxa de violência demonstra que roubos de pedestres na Cidade do Aço teve redução de 30,19% – 37 em 2019, contra os 53 do mesmo período no ano passado. As ocorrências de roubos de celulares também tiveram queda de 21,87%, de 32 para 25 registros.

Tenente-coronel Luciana e coronel Maia destacaram números obtidos pelo 28º BPM

Intensificando as ações

A comandante do 28º Batalhão, tenente-coronel Luciana Rodrigues, atribui ao planejamento adotado pela PM à redução nos índices de criminalidade na cidade. Nos meses de maio e junho foram realizadas duas operações: a Asfixia e Tolerância Zero, que duraram cerca de 60 dias. Neste período, armas, munições e drogas foram apreendidas, além de diversas prisões efetuadas.

“As ações do 28° Batalhão de Policia Militar intensificaram o seu policiamento e tem modificado a todo instante o planejamento para melhorar a segurança nos quatro municípios os quais temos a responsabilidade de realizar o policiamento. O comando do 28º não vai dar trégua para a bandidagem. Os policiais do Batalhão do Aço são os melhores da região!”, afirmou na tarde de sexta-feira (dia 22) a oficial, durante cerimônia realiza em Barra Mansa de homenagem aos policiais que se destacaram no 2º trimestre de 2019 e também para ‘amigos do batalhão’, que de alguma forma, direta ou indiretamente, contribuem para o trabalho da polícia.

Já o coronel Kleber Silva Maia, comandante do 5º Comando de Policiamento de Área, responsável pelos batalhões da PM em todo o Sul Fluminense, destacou a evolução no primeiro semestre do ano na área de atuação do 28º BPM.

“O Batalhão de Volta Redonda está numa ascendente, melhorando cada vez mais seus índices, seus números. Logo assim que chegamos, no início do ano, tivemos que fazer uma reestruturação interna, porque nada se muda na sociedade se a gente não mudar dentro das unidades da Polícia Militar”, salientou.

“Quero passar para sociedade volta-redondense que fique tranquila, a Polícia Militar estará sempre nas ruas. Estamos trabalhando diuturnamente para melhorar os índices e trazer mais sensação de segurança”, destacou.

O oficial ainda comentou os números alcançados por duas unidades subordinadas a ele, conforme o Termo de Comunicação de Meta, documento interno da Secretaria de Segurança em que a pasta comunica as metas obtidas nos seis primeiros meses do ano pelas polícias Civil e Militar.

“Dos sete comandos de Policiamento de Área que a PM tem apenas dois conseguiram cumprir com as suas metas. Um deles é o 5º CPA, o nosso CPA. Nosso Batalhão de Resende ficou em 3º lugar no sistema de metas entre os 39 Batalhões de Polícia Militar e o de Angra dos Reis em 5º lugar”, relatou o coronal Maia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui