Policiais militares do 28º Batalhão que ajudaram a reanimar o pintor Wesley Vieira da Costa foram recebidos pelo prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (PSC). O encontro na quinta-feira (dia 22), quando o sargento Oliveira e os cabos Suendy e Souza Borges receberam uma carta de agradecimento pelo ato de bravura. O acidente ocorreu na última segunda-feira (dia 19) no Centro do município.

Na ocasião, o pintor de 39 anos sofreu descarga elétrica de alta voltagem quando fazia um serviço em um imóvel da Rua Duque de Caxias e tocou na fiação elétrica. Uma viatura da PM passava pelo local e o 3º sargento Marcelo Rodrigues de Oliveira fez massagem cardíaca na vítima. Após a manobra, Wesley foi encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia com queimaduras no tórax e braços. O quadro de saúde do paciente é estável, sem risco de morte.

O prefeito Rodrigo Drable fez questão de demonstrar gratidão aos policiais pela atitude e não poupou elogios. “Nós ouvimos tantas coisas ruins que às vezes não temos tempo para admirar um trabalho de bravura. Parabenizo os três pelo que fizeram, além disso, parabenizo também o capitão Videira que, no mês passado desvendou diversos crimes tendo como consequência a prisão de alguns bandidos”, expressou.

Policiais receberam uma carta de agradecimento pelo ato de bravura –
Fotos: Paulo Dimas/PMBM

Drable ainda falou sobre a parceria entre a Guarda Municipal de Barra Mansa e os órgãos de segurança pública do Estado. “Trabalhamos juntos em diversas ações que tem tido um bom resultado. Parabéns às equipes que tem se mostrado exemplo. Estou muito feliz e orgulhoso em ver o trabalho que tem sido desenvolvido”, completou o prefeito.

O capitão do 28º BPM, Alcimar Videira, também esteve no encontro e demonstrou a gratidão aos profissionais. “Esse ato de bravura mostra que por trás de uma farda há cidadãos que se importam, não apenas com o patrulhamento da cidade, mas também com a vida das pessoas. Recebemos informações médicas que se não houvesse esse primeiro atendimento a vítima não teria resistido. Eu só tenho a agradecer e continuar incentivamos atitudes como essa de toda a equipe”, disse o capitão.

Experiência

Foi a experiência como professor de Educação Física que gerou o conhecimento ao sargento Oliveira, do 28º BPM, de como praticar a reanimação. Segundo ele, nada foi feito com objetivo de receber a notoriedade, mas sim de mostrar o lado humano.

“As pessoas precisam entender que o papel do ser humano é buscar fazer o melhor dentro do seu limite, ao próximo. Quando presenciamos a cena, percebemos diversas pessoas em volta tirando foto e fazendo vídeo, mas ninguém se propôs a ajudar. Essa é uma realidade que precisa mudar”, concluiu o militar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui