Acompanhada de um advogado, Sabrina Amaro, de 33 anos, apontada pela polícia como autora do assassinato de sua companheira Natiele Caitano dos Santos, da mesma idade, em março deste ano, na Vila Coringa, se entregou à polícia.

Ele compareceu à delegacia de Barra Mansa na madrugada de sábado. Contra Sabrina havia mandado de prisão. Ela revelou que, depois do crime, se refugiou em São Paulo e Minas Gerais. Segundo a polícia, Sabrina matou Natiele depois de uma briga, onde houve agressões mútuas. O crime ocorreu na casa onde as duas estavam morando, na Rua Boa Esperança. Natiele foi morta por estrangulamento.

Embora não tenha adiantado qual será a linha de defesa de Sabrina, o advogado deu a entender que adotará a tese da legítima defesa, que deverá ser sustentada numa suposta agressividade da vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui