Nesta segunda-feira (dia 02), a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) informou que, está monitorando 42 casos suspeitos do novo Coronavírus (Covid-19) em todo estado. Na região Sul Fluminense, cinco casos estão sendo acompanhados até o momento, sendo dois em Barra Mansa, dois em Resende e um em Volta Redonda.

O caso de Volta Redonda ainda está sendo investigado. Em nota oficial, a Divisão da Vigilância Epidemiológica da Secretária de Saúde afirmou que, o caso suspeito de uma senhora, de 70 anos, está sendo monitorado e ela se encontra em isolamento domiciliar, aguardando resultado dos exames.

Para evitar um surto da doença no Rio de Janeiro, a SES elaborou um plano de contingência, constituído de três tópicos principais, a fim de sistematizar as ações e procedimentos contra o vírus numa escala estadual. Ficou decidido que a SES vai apoiar, em caráter complementar, os gestores municipais no combate a um possível surto de Coronavírus, precavendo-se e organizando o enfrentamento de tudo aquilo que sair da normalidade.

O primeiro objetivo estratégico do plano de contingência é intensificar medidas de segurança para conter a transmissão humano a humano, incluindo as infecções secundárias entre pessoas próximas e profissionais de saúde.

Caso uma pessoa apresente sintomas e sinais de doenças respiratórias, ela será identificada imediatamente, isolada e atendida da forma como preconizam a OMS e o Ministério da Saúde.

O terceiro item abordado no tópico sobre os objetivos estratégicos do plano aponta para a comunicação do problema: os riscos e casos registrados no Estado do Rio de Janeiro devem ser informados à sociedade o mais rápido possível para, entre outras coisas, combater a desinformação e as perigosas fake news.

O que fazer em caso de suspeita?

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou uma lista de procedimentos básicos para casos suspeitos da doença. Segundo a SES, se o paciente apresentar qualquer sintoma respiratório e estiver retornando de um país que está sofrendo com o vírus, deve-se imediatamente cobrir o rosto com máscara cirúrgica, ir à unidade de saúde mais próxima, seguir as orientações dos profissionais da saúde e, ainda, adotar as medidas de prevenção, como lavar as mãos, cobrir o rosto ao tossir e respirar, não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar aglomerações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui