A secretaria de saúde de Volta Redonda divulgou, na tarde desta sexta-feira (dia 3), um novo boletim sobre o número de casos de Covid-19 no município. Segundo a Pasta, já são 52 casos confirmados, sete a mais que nesta quinta-feira (dia 2), 410 casos suspeitos, nove internações, sendo quatro por coronavírus e outras cinco suspeitas. As informações foram divulgadas pelo prefeito Samuca Silva (PSC), em uma transmissão ao vivo em suas redes sociais.

Segundo Samuca, os sete novos casos estão divididos entre quatro homens de 34, 54, 76, 68 anos, e três mulheres de 59, 76, 46 anos. O prefeito ainda afirmou que estes pacientes estão em isolamento domiciliar.

Novas medidas

Samuca aproveitou a transmissão para dar um panorama dos próximos passos de Volta Redonda na luta contra o coronavírus. De acordo o prefeito, no domingo (dia 5), será anunciado o que ele chamou de “pacote social”. “Essa é uma medida para não deixar faltar comida na mesa da população”, afirmou.

Já na terça-feira (dia 7), o prefeito irá divulgar o “pacote econômico”. “As prefeituras serão testadas. Teremos que gerir com uma queda de arrecadação e cortar gastos”, completou o prefeito.

Educação

O prefeito confirmou que o sistema de educação a distância está perto de uma aprovação e, em breve, será utilizado pelos alunos da rede pública. “Os professores já estão sendo preparados para utilizar a plataforma. Realizamos uma pesquisa para atender todos os alunos, até os que não possuem acesso a internet. Segundo a pesquisa, quase 100% dos alunos possuem alguma forma de acessar o aplicativo.”, disse Samuca, que ainda informou que as aulas ficarão suspensas por tempo indeterminado.

Com relação ao fornecimento de merenda aos alunos carentes, Samuca afirmou que a prefeitura recebeu na noite de quarta-feira (dia 2), uma decisão judicial favorável ao fornecimento de merenda, de forma decentralizada, aos estudantes da rede municipal. “Ainda não sabemos como será feito, provavelmente forneceremos kits aos alunos. Esse é o nosso compromisso com as famílias de Volta Redonda”, relatou

Suspensão das gratuidades

A suspensão da gratuidade dos idosos no transporte público, sofrerá uma prorrogação em seu prazo. Segundo Samuca, o prazo foi estendido do até o dia 10 de abril. “Essa é uma decisão para preservar a vida de quem mais sofre com a doença”, relatou.

Comércio

O comércio enfrentará mais alguns dias críticos, pois, de acordo com o prefeito, as lojas não consideradas essenciais ficarão fechadas até o dia 13 de abril, atendendo uma recomendação do Ministério Público. Já os serviços que podem funcionar, como mercados e farmácias, serão obrigados a fornecer máscaras, ao seus funcionários.

Os feirantes que comercializam gêneros alimentícios terão a possibilidade de vender os seus produtos. O prefeito indicou que eles deverão procurar a secretária de fazenda, para conseguir uma autorização de aluguel de um espaço fixo, predeterminado pela prefeitura, para que suas mercadorias sejam vendidas. “Os feirantes precisarão respeitar as mesmas medidas dos serviços essenciais, como evitar aglomerações. Essa norma, inicialmente, terá validade de 60 dias”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui